best website builder A empreitada de reformulação e modernização da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Ponte das Tábuas foi adjudicada por 2 milhões 660 mil euros, com um prazo de execução de 15 meses após a consignação da obra.

Esta empreitada, que vai dotar a ETAR de Ponte das Tábuas de tecnologia de última geração, prevê a instalação de condutas de abastecimento de água e coletores de águas residuais, para além da construção de duas Estações Elevatórias de águas residuais.

“Quando assumimos a Câmara Municipal encontramos a ETAR da Ponte das Tábuas num estado de degradação lastimável, com sinais de desgaste mecânico e mau funcionamento de alguns equipamentos, o que contribui para que o efluente final não apresente uma qualidade compatível com os requisitos de qualidade exigidos a este tipo de instalação. Foi, desde logo, a nossa preocupação em resolver o assunto. Contudo trata-se de uma obra ‘pesadíssima’ que exige um avultado esforço financeiro. É, por isso, com enorme satisfação que damos mais um passo para a resolução do problema”, referiu Mário Bruno Magalhães, Vice-Presidente do Município do Marco de Canaveses.

Recorde-se que a empreitada vai ser financiada em 1 milhão de euros pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e foi ainda celebrado um protocolo de entendimento com as Águas do Marco, através do qual foi estabelecido que o investimento realizado na empreitada da ETAR de Ponte das Tábuas será deduzido à eventual verba a pagar pela Câmara Municipal à empresa na sequência do processo judicial decorrente modificação unilateral do contrato de concessão decidida pelo Executivo da Câmara Municipal em 2007.

Após a assinatura do contrato o mesmo segue para visto prévio do Tribunal de Contas.