best website builder

Protocolo com a Câmara e Agrupamento de Escolas N.º1 arranca com curso de Gerontologia e Pós-Graduação em competências digitais e inteligência artificial

Foi assinado na manhã desta quinta-feira, dia 20 de julho, um protocolo de colaboração entre a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), o Município e o Agrupamento de Escolas N.º1 de Marco de Canaveses com o objetivo de dinamizar várias iniciativas que contribuam para a formação e qualificação de jovens e adultos no Marco de Canaveses, com destaque para a abertura de cursos técnicos no concelho.

“Este acordo representa um marco importante na promoção do ensino técnico e abre caminhos para um futuro promissor, no qual procuraremos expandir a nossa oferta formativa para áreas relevantes para a economia da região. Através do ensino técnico, proporcionamos aos nossos estudantes competências práticas e especializadas, tornando-os profissionais altamente qualificados, prontos para enfrentar os desafios do mercado de trabalho e a dar resposta aos anseios do tecido económico”, afirmou a presidente da Câmara Municipal, Cristina Vieira.

Entre as iniciativas que vão ser promovidas, destaque para a abertura de um Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) na área da Gerontologia e de uma Pós-Graduação na área das competências digitais e inteligência artificial, para além de outras atividades previstas no protocolo como atividades de ensino e formação, de índole superior ou avançada, projetos de investigação, colóquios, seminários, visitas de estudo, estágios, entre outras.

O Reitor da UTAD, Emídio Gomes, destacou a ligação da Universidade ao território da região norte, justificando o envelhecimento da população do Tâmega e Sousa como a razão da escolha do primeiro curso a abrir no Marco de Canaveses: “Um dos sinais que a região nos deu tem a ver com um envelhecimento progressivo e natural da população. E daí que uma formação especializada de dois anos em gerontologia nos parecesse uma oportunidade muito adequada a marcarmos o início da nossa presença na região. Mas queremos ir mais longe. Ainda este ano, queremos lançar uma primeira formação não conferente de grau, mas que seja creditada, na área das competências digitais”, afirmou Emídio Gomes.

Com 25 vagas disponíveis e um corpo docente especializado, o CTeSP em Gerontologia vai proporcionar uma formação sólida, abrangente e com uma forte componente prática. As candidaturas são exclusivamente online e decorrem até 25 de agosto.

Esta é uma formação profissional pós-12°ano, que possibilita ainda a conclusão de licenciatura na área. As aulas teóricas irão decorrer nas salas da Academia Begin MarcoInvest e as aulas práticas no Hospital Rainha Santa Isabel, ambos localizados no centro da cidade do Marco de Canaveses.

A Pós-Graduação na área das competências digitais e inteligência artificial será aberta nos próximos meses e terá como objetivo capacitar técnicos superiores para enfrentar os desafios futuros relacionados com o domínio tecnológico, que está a revolucionar diversos setores da sociedade e do mercado de trabalho.