A carregar Eventos

A Câmara Municipal e o Grupo de Teatro Amador – Casa do Povo da Livração (Gruta CCL) apresentam a peça Saudade do Homem.

➡️26 Outubro
21h00 – Casa do Povo da Livração

➡️9 de Novembro
21h00- Marco Fórum XXI

➡️23 de Novembro
21h00 – Bem Viver
(salão de espetáculos do Centro Desportivo de Favões)

Sinopse:

Num lugar supostamente livre, existe um muro feito de jornais. A certa altura o povo rompe o muro e passa a viver do outro lado que afinal estava vazio. Mas é um muro revestido de jornais. Uma realidade provocada.
Assim começa a desenvolver-se uma limpeza de hábitos, o desenrolar de um fio que define o próprio e o colectivo. Quando se apercebem, os homens tinham ficado cegos, só as mulheres continuaram a ver. Fala-se de um incêndio.

O humor está na construção estética, na leveza da superação. É sobretudo um espectáculo onde o Homem tem saudades do Homem e por isso recorre à paisagem interior como guia para o materialismo urgente.
O método estende-se através do Teatro do Oprimido, criado por Augusto Boal. Parte do princípio de que a linguagem teatral é a linguagem humana que é usada por todas as pessoas no quotidiano. Sendo assim, todos podem desenvolvê-la e fazer teatro. Desta forma, o TO cria condições práticas para que o oprimido se aproprie dos meios de produzir teatro e assim amplie suas possibilidades de expressão. Além de estabelecer uma comunicação directa, activa e propositiva entre espectadores e actores.

Ficha Técnica:
Direcção, texto e criação artístIca: Fátima Vale
Com poemas de Jorge de Sena, José Carlos de Vasconcelos e Tom Zé
Produção: Grupo de Teatro Amador – Centro Cultural da Livração: GRUTA-CCL
Relações Públicas: Isabel Baldaia
Criação Musical e canto: João Luiz Ferraz
Direcção de cena: Ana Paula Matos
Fotografia e cartaz: Milene Vale
Co-Produção com o Município do Marco de Canaveses

Elenco:
João Luiz Ferraz
Maria José Ferraz
Ana Paula Matos
Maria Baldaia
Daniel Oliveira
Pedro Pinheiro
Serafim Cardoso
Mónica Ribeiro
Cristina Ribeiro
Cristina Baldaia
Francisca Ferraz

Duração: 45 min.

OBJECTIVO DESTA CRIAÇÃO:
Alcançar o público de todas as (locali)idades, ou quase. Redespertar o sentido da formação potenciadora do indivíduo, a dinâmica teatral como veículo de consciencialização e entusiasmo comunitário.
Estabelecer intercâmbios com grupos amadores e profissionais dentro e fora do país.
O Teatro como terapia emergente do quotidiano.
Dinamizar a actividade artística e cultural, tão em risco e decadência nos últimos anos.
Estimular o convívio social entre gerações.
Organizar o plantio de árvores em cada local da digressão.