Hora local: 08:05
logotipo
Você está aqui: Página inicial

Marco de Canaveses celebrou os livros, a leitura e a poesia como forma de expressão

2017/03/23

A Câmara Municipal do Marco de Canaveses, e à semelhança do que tem vindo a acontecer nos últimos anos, celebrou a 21 de março, o Dia Mundial da Poesia com mais um Café com Poesia.

Uma iniciativa partilhada com a associação Terraletras - Marcoense - Associação de Escritores do Marco de Canaveses, e que pretende promover a leitura, a escrita e gosto pela poesia, chamando até si escritores locais e nacionais.

O evento decorreu na Biblioteca Municipal enquanto «espaço de referência porque é aqui que estão reunidas as obras dos autores de ontem e de hoje, num espaço que reconhecemos insuficiente, mas acolhedor. Esperamos num futuro próximo ter uma nova Biblioteca, dimensionada às necessidades do concelho e cujo projeto se encontra já aprovado», adiantou o Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses.

Este ano a efeméride contou com a presença de Nuno Higino, que apresentou em primeira mão a sua coletânea "A trote e a galope" - poesia para a infância". «O que nos deixa particularmente felizes, pelo facto de ter escolhido o nosso concelho para a sua apresentação», enalteceu Manuel Moreira.

O Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, que se fez acompanhar do Vice-presidente, José Mota, agradeceu «nesta oportunidade termos connosco o Dr. Nuno Higino, figura marcante para o nosso concelho e também no panorama editorial. Como autor estamos já habituados à sua profusa escrita desde 1998, contando com publicações para o público infanto-juvenil. Aliás, tivemos a honra de distinguir o Dr. Nuno Higino com a Medalha de Mérito Cívico do Município do Marco de Canaveses, classe ouro, em 2007, reconhecendo assim o profícuo trabalho desenvolvido em prol do nosso concelho».

O Autarca salientou ainda o facto de Marco de Canaveses ter «conhecido uma vaga de novos autores, tendo a Câmara Municipal dado o apoio possível, como forma de incentivar a edição de publicações sobre os mais diversos temas».

"Ler ao anoitecer...para dar voz ao sentir e ler" foi o mote para uma noite agradável e acolhedora, onde o aroma do café e a força das palavras se fundiram num ambiente de afetividade, de encontro e de celebração em torno da poesia como forma de expressão.

Outras notícias