FEIRAS, FESTAS E ROMARIAS

As feiras, festas e romarias fazem parte da alma do povo português, nelas se revelam as tradições, os usos e os costumes populares. Elas são motivo de atração para turistas, peregrinos ou simples curiosos e, não raras são as vezes, em que provocam massivas movimentações.

Embora com o decorrer dos tempos estas manifestações fossem perdendo importância e algumas acabassem por se extinguir, ainda é possível participar em acontecimentos centenários.

 

O Marco de Canaveses é um concelho rico em festas religiosas e em peregrinações, das quais se destacam:

  • As Endoenças, celebração religiosa da Semana Santa, que atrai o comércio e o turismo. A Procissão das Endoenças realiza-se há mais de 300 anos, ligando as duas margens do troço final do Tâmega (confluência com o Douro), entre Torrão e a parte alta de Entre-os-Rios, num percurso que inclui a Ponte Duarte Pacheco. Antes da inauguração desta infra-estrutura,  em 1941, a procissão atravessava o Tâmega em barcos rabelos iluminados com lanternas, seguido do sermão das Endoenças e o percurso da Via-Sacra até ao Calvário, na Capela de S. Sebastião;
  • A festa à Nossa Senhora da Livração – Toutosa, em Maio/Junho (40 dias depois da Páscoa);
  • As Marchas do S. João de Alpendorada, em honra do padroeiro da Vila de Alpendorada, a 23 de Junho;
  • A festa à Nossa Senhora do Socorro – Paredes de Viadores, em Julho;
  • As Festas do Marco de Canaveses, em honra da padroeira de Fornos (Santa Marinha), em Julho;
  • A festa a S. Sebastião – Vila Boa de Quires, no 1.º domingo de Julho;
  • A festa à Nossa Senhora da Ascensão – Vila Boa do Bispo, em Agosto;
  • A festa e a romaria em honra da Nossa Senhora do Castelinho, no dia 8 de Setembro (feriado municipal).